Preciso de seguro viagem para entrar na Europa?

Muitos sonham em conhecer a Torre Eiffel, o Museu do Louvre, o Coliseu de Roma, além de outros famosos lugares da Europa. Mas antes de preparar as malas para visitar o continente, lembre-se que os países que integram o Tratado de Schengen exigem a contratação do seguro viagem, com cobertura mínima de 30 mil Euros.

 

Afinal, o que é o Tratado de Schengen?

Em 1985, na cidade de Schengen (Luxemburgo) foi assinado o Acordo de Schengen, que estabeleceu a abertura das fronteiras e livre circulação entre alguns países europeus. Portanto, depois de tratado, ficou muito mais fácil fazer turismo entre os países que fazem parte do acordo.

Com o acordo, ficou também estabelecida a obrigatoriedade de contratar um seguro ou assistência de viagem (descubra qual a diferença entre os dois), com o valor mínimo de cobertura de 30 mil euros.  Dessa maneira, o turista receberá assistência médica em caso de doença ou acidente.

 

Lista de países que fazem parte do Tratado de Schengen

São 26 países europeus (dos quais, 22 fazem parte da União Europeia) que integram o Tratado de Schengen. São eles: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Itália, Islândia, Letônia, Lituânia, Liechtenstein, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, República Tcheca, Suécia e Suíça. Croácia, Bulgária, Chipre e Romênia são candidatos e têm uma política de entrada baseada na dos Schengen.

Apesar de serem membros da UE, a Irlanda e o Reino Unido não assinaram o acordo. Isso quer dizer que para entrar neles, mesmo que já se esteja na Europa, você precisará ter o passaporte checado e carimbado e pode precisar responder a algumas perguntas. Além disso, um voo que saia do Reino Unido ou Irlanda com destino a um país integrante do tratado de Schengen, também estará sujeito aos controles de fronteira.

 

Isso quer dizer que não preciso de seguro viagem se eu for para o Reino Unido ou Irlanda?

Se você for como turista, você não é obrigado a ter o seguro de viagem para entrar nesses países. Mas cuidado: o barato poderá custar muito mais caro!

Apesar de não ser obrigatório, é aconselhável ter seguro viagem para viajar para o Reino Unido ou Irlanda, isso por dois principais motivos: o primeiro é que apesar da saúde pública inglesa e irlandesa serem muito boas, pode ser um processo burocrático receber um atendimento médico. Além disso, a maioria dos procedimentos, como internação, consultas, medicamentos, serão cobrados e podem sair muito caro.

O segundo ponto é que é muito fácil viajar do Reino Unido e Irlanda para outros países. Esses podem fazer parte do Acordo de Schengen e aí já viu, você terá que ter o seguro viagem. Então, vale a pena contratar uma seguradora! Além disso, o fato do Reino Unido não fazer parte do tratado não significa que o seu seguro não valerá no país. Isso tudo depende das próprias regras de cada seguro. Leia com cuidado os termos e condições do contrato.

Agora que você já está por dentro da obrigatoriedade do seguro para Europa, descubra qual é a diferença entre seguro e assistência de viagem.